Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Burro na Mesa

Antro de estupidez onde jazem comentários de conteúdo variado | BLOG DE HUMOR

Burro na Mesa

Antro de estupidez onde jazem comentários de conteúdo variado | BLOG DE HUMOR

Lição nº1. Sumário: Apresentação.

Hoje, este blog celebra 39 dias de existência e eu, como gosto de datas redondas, decidi celebrar esse facto! Como tal, deixo-vos com o texto de introdução ao blog, criado nessa altura, mas que por motivos de estupidez e esquecimento do autor, não foi publicado no momento devido.

 

 

 

Décimo ano. Setembro. Iniciava eu a disciplina de Filosofia, ouvindo falar na Alegoria da Caverna. Para quem não sabe, esta alegoria de Platão fala sobre a possibilidade de o ser humano poder iniciar o seu percurso na busca da verdade, libertando-se da escuridão e procurando o conhecimento e a experiência. No fundo, é a antítese do que se vai passar aqui. Nesta bodega só se encontra mentira, negrume, estupidez, muita estupidez e imensa estupidez. Aliás, tanta estupidez que eu nem sei bem se é mesmo aquele o significado da Alegoria da Caverna. Mas a mim que me importa, azar o vosso.

 

Não esperem tratamento cordial, simpatia ou olhares pecaminosos de professor de Educação Física. A minha única intenção é iludir-vos, fazer de vocês a minha Fernanda Câncio, sendo eu o Sócrates (o que grita com os Procuradores, não o que foi mestre do já referido Platão). Veem? Já vos estou a insultar… chamei-vos «Fernanda Câncio» e sei que isso dói no vosso coraçãozinho…

 

Pretende-se graça nesta página. Quero que passeemos de mãos dadas num pranto mágico. Quero ser o Egas do vosso Becas (sem a parte do sexo). Quero ser o terceiro seio que nasce no vosso corpinho depois de uma viagem a Chernobyl. Quero regozijar-vos com humor. E humor não é só o nome de um lateral-esquerdo do Sporting (Lumor) dito pela Sílvia Alberto. Humor é alegria, humor é felicidade, humor é vontade de ir ao Priberam ver o que significa humor, uma vez que eu não sei bem o que é.

 

E pronto, assim se preambula. Ou então não, mas também não quero saber. Adeus.

 

liçao1.png

 

 

publicado às 18:06

Toca a amar agricultores e filhos à bruta

Conservatórias do meu país, toca a trabalhar! É porque é já neste domingo que vão estrear as adaptações modernas da história da Carochinha na televisão nacional, também conhecidas como os dois dating-shows mais aguardados do ano… “Quem quer namorar com o agricultor?” e “Quem quer casar com o meu filho?” são os próximos formatos da SIC e da TVI, respetivamente, que se vão duelar pelo coração dos portugueses.

 

A SIC tem andado, nestes últimos dias, a anunciar que existem 300 mil agricultores em Portugal e que desses, cerca de 70 mil são solteiros. A minha questão é: onde é que a SIC vai buscar estes dados? Provavelmente, deve haver um funcionário a tempo inteiro a contar os agricultores, um a um, ou então a escarafunchar o Pordata e o INE de alto a baixo.

 

Mas a verdade é que a SIC, com este programa, vai fazer mais pelo setor primário do que o Borda d’Água alguma vez fez. Sim, porque no Borda d’Água não diz que vão pingar miúdas para os agricultores… Já pinga-amores, não deve haver nenhum, senão não tinham de recorrer a este tipo de programas.

 

Já a TVI, decidiu pôr as mães a escolherem as noras e os genros. Em princípio, órfão nenhum pode participar neste programa, mas ainda bem… Também já sofreram o suficiente, coitados. O quarto canal tem andado a anunciar este programa como se fosse algo inovador, mas a verdade é que não é. Por exemplo, enquanto que a TVI lhe chama “sucesso internacional”, a etnia cigana chama-lhe “quarta-feira”.

 

A apresentadora do “Quem quer casar com o meu filho?” será Leonor Poeiras, que, com este programa, passa a ser a pessoa que apresentou mais programas começados por “Quer quer…” (lembram-se do “Quem quer ganha?”). Sinceramente, tenho a esperança de que se um dia fizerem um documentário sobre os bastidores deste dating-show, este se chame “Quem quer apresentar esta porcaria?” (este nome também é válido se quiserem fazer um documentário sobre outro programa da Leonor, o “Perdidos na Tribo”).

 

Mas deixem-me desde já felicitar a TVI pela escolha da apresentadora, visto que é coerente que seja a Leonor Poeiras a arranjar solução para tirar a POEIRA das partes íntimas dos concorrentes.

 

Posto isto, gostava só de deixar aqui uma sugestão. Não seria ótimo se se fizesse um crossover entre o “Quem quer casar com o meu filho?” e o “Quem quer ser milionário?”? Eu acho uma boa ideia. Chamar-se-ia "Quem quer casar com um milionário?" e o objetivo seria encontrar a próxima Melania Trump. Ou melhor, "Quem quer ser o meu filho?", onde o objetivo seria roubar bebés do hospital de S. João, como aquela senhora do Porto.

 

(Ver artigo anterior sobre este tema aqui) - "Quem quer casar com o meu filho agricultor à primeira vista dentro de um carro?"

publicado às 00:26

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Blogs Portugal